telefone supervia

O canal de atendimento ao consumidor pode ser implementado de diversas formas tais como telefone, chat online, email e redes sociais. O importante é saber que todo cliente quer e tem o direito de ser bem atendido, seja lá qual for o produto ou serviço que estiver adquirindo. Está tendo problemas com algum serviço da SuperVia Trens? Ligue para 0800-726-9494.

Reunimos nesta página os números de telefones da SuperVia Trens para reclamações, dúvidas e solicitação de serviços. Além das chamadas telefônicas, você poderá entrar em contato com a SuperVia Trens através de outros canais como as redes sociais. Para falar com uma operadora de telefonia, é necessário ter paciência e muita calma pois geralmente os canais de atendimento são sobrecarregados e lentos. O importante é ter em mãos todos os dados como número de documento de identidade, código de cliente, modelo de celular, etc.

SAC é o Serviço de Atendimento ao Consumidor das empresas prestadoras de serviços e vendedoras de produtos. O objetivo deste canal de comunicação  é resolver as demandas dos consumidores sobre dúvidas, reclamações, cancelamentos, etc. O contado do cliente com o Serviço de Atendimento ao Consumidor deve ser gratuito, isto é, o atendimento das solicitações dos consumidores não pode resultar em qualquer custo.

Quanto à qualidade do atendimento, o SAC deverá obedecer aos princípios da boa-fé, transparência, eficiência, celeridade e cordialidade, além disso, o atendente que lhe prestará o serviço deverá ser totalmente capacitado para lhe prestar o melhor atendimento possível. Você também possui o direito de ter seu contato transferido do atendente do SAC para o setor competente da empresa, que seja devidamente capacitado a atender os seus questionamentos.

SAC e Ouvidoria

É muito comum que os consumidores não entendam a diferença entre SAC e Ouvidoria. O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) é a forma direta de comunicação entre cliente e empresa para a resolução de problemas e dúvidas. Já a ouvidoria é um canal mais amplo do atendimento ao consumidor. A ouvidoria funciona como se fosse um coletivo de possibilidades que o cliente pode acessar, inclusive em órgãos de defesa do consumidor, antes de entrar de fato com um processo na justiça contra a empresa.

O contato com a ouvidoria deve ser a última tentativa de contato do cliente com a empresa antes de um processo judicial ser iniciado. Para ter acesso à ouvidoria, um cliente precisa primeiramente entrar em contato com o SAC. Se o atendente do SAC não solucionar o problema do cliente, o mesmo deve entrar em contato com a ouvidoria. Finalmente, se o canal de ouvidoria não resolver o problema, o cliente deverá acessar o órgão regulador da categoria ou ir à justiça para garantir seus direitos.

Atendimento da SuperVia Trens

O Serviço de Atendimento é responsável por acolher, cadastrar, tratar e responder às manifestações dos passageiros da SuperVia Trens através de vários canais de relacionamento. Fale com a SuperVia Trens, sua participação nos ajuda a melhorar continuamente a prestação de serviços.

Ouvidoria SuperVia Trens

A SuperVia não tem Ouvidoria mas você pode entrar em contado com ouvidoria da Agetransp. Através dela, você pode enviar suas dúvidas, elogios ou reclamações sobre as concessionárias reguladas por ela. Sugerimos que o primeiro contato seja realizado através do serviço de atendimento ao usuário da própria SuperVia. Porém, se a sua solicitação não for atendida, entre em contato com a Agetransp. Lembre-se de anotar o máximo de informações possível sobre o problema que você deseja reclamar, como:

  • Número do vagão ou composição que apresentou problemas / Nome da embarcação que apresentou problemas.
  • Horários de partida e chegada das composições / Horários de partida e chegada das embarcações.
  • Nome e/ou descrição do funcionário da concessionária, no caso de mau atendimento presencial.
  • Nome do atendente e/ou número de protocolo de registro de ocorrência, no caso de atendimento via call center.

E-mail: [email protected]

Teleatendimento: 0800 285 9796 – Atendimento de segunda a sexta, das 7h às 19h.

Para abertura de chamados com protocolo, o prazo para resposta é de 7 dias úteis.

Redes Sociais da SuperVia Trens

Abaixo listamos as redes sociais da SuperVia Trens. As redes também são um importante canal de atendimento com a operadora SuperVia Trens.

Canais de Reclamações dos Consumidores

Sabemos que os canais de atendimento ao consumidor (SAC) e serviços de ouvidoria das empresas deveriam ser suficientes para o consumidor resolver todas suas questões. Mas nem sempre as empresas atendem os clientes da forma adequada. Pensando nisto, preparamos uma lista de canais de reclamação que todo cidadão pode usar para realizar reclamações a respeito de produtos e serviços.

Procons

Os Procons são órgãos vinculados aos governos estaduais que atuam na defesa dos direitos dos consumidores. Os procedimentos variam de acordos com os estados, mas há características comuns. Qualquer pessoa física ou jurídica pode fazer reclamações, que devem ser oficializadas por meio do site www.consumidor.gov.br ou presencialmente nas sedes e postos de atendimento. Não há cobrança de taxas para o auxílio. Alguns Procons possuem sistemas próprios para receber reclamações pela Internet, como é o caso do de São Paulo.

Os órgãos atuam em qualquer relação de consumo, com algumas exceções. No caso do Procon DF, a assistência não ocorre em casos de venda entre particulares, relação entre locador e locatário, multa de trânsito e relação entre advogado e cliente, entre outros. Para fazer a reclamação, é preciso apresentar documento de identificação, comprovante de residência, comprovante da relação de consumo (nota fiscal, recibo, contrato) e outros documentos (como boleto, garantia etc…).

Consumidor.gov.br

O Portal do Consumidor é um recurso criado pelo Ministério da Justiça como parte do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor. A pessoa pode registrar uma queixa e a empresa tem até 10 dias para responder. Esse procedimento só é válido para aqueles fornecedores cadastrados no site. Ou seja, o serviço depende de uma adesão voluntária das companhias.

O portal serve como um canal de comunicação e, no período de 10 dias, a empresa pode dialogar com o consumidor. Ao fim do prazo, precisa dar uma resposta à demanda. Já a pessoa que apresentou a reclamação pode comentar o retorno e dizer se considerou a situação resolvida. Se o problema não for resolvido, o Ministério não promove outro tipo de sanção ou processo administrativo.

Juizados especiais cíveis

Para quem recorre à Justiça, a alternativa mais simples é entrar com uma reclamação em um juizado especial cível, que são instâncias específicas dos tribunais de Justiça de cada estado. Pessoas físicas com mais de 18 anos, micro e pequenas empresas e organizações da sociedade civil podem acessar este recurso.

As reclamações têm limite de 40 salários mínimos. Se o valor da causa for maior, o consumidor só poderá receber até este limite. Se o caso for de valor de até 20 salários mínimos, não é necessário contratar advogado. No entanto, se o valor for superior, a presença deste profissional passa a ser necessária. Os custos de um advogado são definidos em tabelas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de cada estado.

As reclamações devem ser feitas por escrito, com cópias de documento de identidade, CPF, comprovante de residência e outros documentos que embasem o processo. É preciso ter também dados da pessoa acionada, como nome, endereço, nacionalidade e profissão.

Os juizados especiais buscam resolver os processos por meio de acordos. Para isso são chamadas audiências de conciliação. Caso não haja consenso, o juiz responsável pode determinar uma sanção se considerar que o consumidor está correto em seu pleito.

Justiça comum

Outra opção é apelar à Justiça para resolver um impasse em uma relação de consumo. O consumidor pode recorrer aos juizados especiais cíveis ou acionar o Tribunal de Justiça do seu estado. Para isso, independentemente do valor da causa, é preciso contratar um advogado. Mas nem sempre o juizado especial é mais rápido, pois a agilidade depende da fila de processos.

Site Reclame Aqui

O site Reclame Aqui é um site brasileiro de reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços. É um serviço gratuito, tanto para os consumidores postarem suas reclamações quanto para as empresas responderem a elas. Trata-se de um site no qual consumidores fazem um cadastro de seus dados pessoais e podem enviar reclamações. A política de privacidade do site não permite a identificação do consumidor na publicação das páginas, pois as reclamações feitas são indexadas por motores de busca e visíveis para consulta. O acesso aos dados que foram cadastrados pelo cliente ocorre apenas com a empresa envolvida, para facilitar a busca da resolução do problema. Assim, é transmitida à empresa envolvida um e-mail com os detalhes, caso ela possua um cadastro para respostas no site.

Com os dados gerados, são obtidos rankings automatizados e o Reclame Aqui faz uma avaliação da empresa utilizando diversos critérios próprios. O status máximo de uma empresa no site é possuir o Selo RA 1000, o qual também possui critérios específicos. Os consumidores podem, depois de terem suas questões respondidas pelas empresa, indicar que o problema foi resolvido ou não, além de ter o direito a réplicas e, ao final, mostrar por meio de smiles a sua opinião sobre a resposta da empresa reclamada. A descrição do problema que o cliente publica é avaliada por uma equipe do site antes de ser publicada. Isto ocorre pois sua política não permite conteúdo ofensivo na redação dos usuários

Sobre a SuperVia

A SuperVia opera o serviço de trens urbanos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro desde 1º de novembro de 1998. Em novembro de 2010, a Odebrecht TransPort assumiu o controle acionário da SuperVia. A malha viária é de 270 km em oito ramais com 102 estações. O percurso atravessa o Rio de Janeiro e mais onze municípios da Região Metropolitana (Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Nilópolis, Mesquita, Queimados, São João de Meriti, Belford Roxo, Japeri, Magé, Paracambi e Guapimirim). Atualmente transporta uma média de 750 mil passageiros/dia, viajando em 204 trens, por uma malha de 270 quilômetros e 102 estações, ao longo de 12 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

13 thoughts on “Telefone SuperVia

  1. Novamente a supervia enrolando trabalhador,comprei duas passagens,a moça da bilheteria não me deu comprovante e quando fui questionar demorou tanto que perdi o trem chegando atrasada.
    Parem de roubar a passagem das pessoas,o trem já é um lixo,sem segurança ou conforto e ainda tem que ser enrolado com valor de passagem

  2. Essas baldeacoes so atrapalha e nos atrasa … sem falar quando fica parado e temos que perder o outro trem , é muito descaso com os clientes …

  3. É uma falta de respeito essa baldeaçao entre gramacho e saracuruna como se ja nao bastasse ainda esta demarando pra sair e quando sai fica entre as estacoes parado pra gente perde o inhomirim todos cansados de um dia de trabalho e ainda passar por esse constragemento outra vez estou aqui tendo que esperar o trem de 17: 30 por falta de co sideracao da super via perdemos o de 16:14 isso muita falta de reapeito com seus clientes ….muito indignada com essa situacao tem que acabar cpm essa baldeacao maldita que nos atrasa ….

  4. Fui assaltado no dia 25/09/2019 no trem expresso ramal Belford Roxo sentido Central do Brasil. Os bandidos entraram no trem na estação Mercadão de Madureira, abordaram todos os passageiros que estavam dentro do vagão, levando diversos pertences de todos e desceram na estação seguinte. Não havia policiamento no dia,nem guardas da própria Supervia, o trem era velho e sem câmeras e não tivemos nenhum amparo por parte da concessionaria em medida alguma.

    No dia, estava a caminho da faculdade para fazer uma prova e mesmo muito assustado, nervoso e com medo, não pude nem voltar pra casa. Tenho um Boletim de Ocorrência registrado na 29° DP em Madureira – RJ que relata o ocorrido e meus pertences que foram roubados: Celular, documentos e cartão do banco (função Crédito e Débito.

  5. Preciso saber como entrar em contato cada a tim e que fiz um pagamento do meu plano mas nao foi do mês que venceu e gostaria de saber se pode abater na conta
    atrasada

  6. Sou usuária do ramal todos os dias, infelizmente é um descaso com os passageiros, esse ramal apresentar problemas de circulação a semana toda, onde causa constrangimentos maiores para nós mulheres que temos que andar socadas e as vezes em situações de riscos manhã e tarde. É um absurdo pagar 4,60 e não conseguir ir e vir com dignidade para o trabalho

  7. CADA ESTAÇÃO, O ESPAÇO ENTRE O TREM E A PLATAFORMA, É UM “dEUS” NOS ACUDA.
    A MINHA SUGESTÃO É SIMPLES. É SÓ NIVELAR TODAS AS PLATAFORMAS AO NÍVEL DO TREM. ESPAÇO MÍNIMO ENTRE O TREM E A PLATAFORMA; E ALTURA EXATA.

  8. Os trens do ramal Japeri, sentindo Japeri já estão à dias operando com intervalos irregulares, sem prévia satisfação aos consumidores a supervia trata como se o transporte fosse gratuito, impossível o carioca pagar uma das passagens mais caras do Brasil para ser tratado feito lixo! Segurança sobre os trilhos não existe, limpeza dos ambientes é totalmente precária e horário que não é cumprido, o descaso da [Editado pelo Reclame Aqui] da supervia é tanto que estão à anos sem responder uma reclamação e ligar para p sac e ser atendido é praticamente um milagre.

  9. O trem RJ chega na estação de Gramacho as 21:10hs e aonde faz baldeação para Saracuruna e as 21:18hs chega um de Saracuruna que não faz serviço de passageiros, ficamos aqui mais de 30 minutos esperando outro trem tarde da noite, cansado, isso têm que acabar tem que fazer uma lei estadual que o trem tem que circular depois das 20:00hs sem baldeação ou acabar de vez com essa pouca vergonha

  10. Como se não bastasse o péssimo atendimento da Supervia aos seus clientes, com trens velhos e superlotados, ainda temos que conviver com o excesso de vendedores ambulantes trafegando nos vagões como se não houvesse pessoas ao redor. Eles se sentem os donos dos trens. E a Supervia está pouco se preocupando com o conforto dos passageiros que pagam pelo serviço e não é barato. Até qndo isso vai continuar???

  11. Bom dia…me chamo Eduardo santos e ontem 27/7/19 tentei pegar uma composição sentido belford roxo na estação de São Cristóvão por volta das 16:30 e simplesmente ouvi no sistema de som da estação após ter pago minha passagem e da minha esposa que não teria mais trem.
    Não temos o hábito de usar este meio de transporte porém não tinha nenhum papel informando o fim dos trabalhos para este ramal…mais uma vez digo por não termos o hábito de usar este meio de transporte não olhamos o quadro de horários.
    E por conta da partida realizada na tarde de ontem no Maracanã entre Flamengo x Botafogo às 16 horas acreditei ser impossível não haver mais serviço no ramal….mas estava enganado infelizmente.
    Ficam as seguintes perguntas :
    Quem precisa do trem que circule no ramal belford roxo não tem o direito de assistir uma partida no Maracanã e pagar somente a passagem do trem na hora de voltar para casa?
    Pergunto isso pois moro em coelho da rocha sendo assim tenho que pegar uma outra composição para Nilópolis e depois pegar um ônibus para casa…é isso mesmo?
    E quem tem o dinheiro contado da passagem vai andando o restante do caminho?
    Ou pior quem vem com filhos com o dinheiro contado como fazer?
    Por mais que a empresa venha alegar que não compensa ter este trem circulando neste ramal este horário na tarde de ontem não tinha justificativa para não ter serviço no horário das 16:30 pois havia ima partida sendo disputada no Maracanã.
    Segue o meu desabafo que também será enviado aos jornais por conta deste fato lamentável ocorrido na tarde de ontem.
    Desde já agradeço e espero que vossa empresa pense um pouco melhor nestes usuários que precisam usar este meio de transporte todos os dias.
    Pois sem que quem decide sobre estas questões não anda de trem salvo a condição de estarem com políticos para inauguração e aparecer no jornal ou tv.

  12. Venho por meio deste contato para sinalizar um erro de sinalização sobre motocicleta circular na passarela da estação de comendador soares.

    Na mesma trafega veículos ciclomotores com seus respectivos condutor montados, tornando bastante inseguros para os próprios passageiros e pedestres que andam pela passarela.

    De acordo com o Código Brasileiro de Transito.
    diz: Art 193 CTB.

    Transitar com veículo em calçadas, passeios, passarela, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos.
    conceito de veículo. anexo I

    Infração – gravíssima;
    Penalidade – multa (três vezes).

  13. Os trens não respeitam o tempo aproximado de intervalo, as informações passadas pelas gravações são erradas e confusas e os agentes físicos também não tem informações para os passageiros, já vi pessoas este ano perder o emprego por conta da irresponsabilidade da supervia com o transporte dos passageiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.