Cashback é uma forma de receber parte do dinheiro de volta, quando uma compra é realizada. É uma prática que vem sendo utilizada nos últimos tempos por várias empresas, e o modelo tem recebido enorme repercussão e vem ganhando autoridade.

É um programa de incentivo adotado pelas operadoras de cartão de crédito, cujos valores retornados ao cliente variam muito. Mas, de uma forma geral, a devolução pode girar em torno de 0,5%, 5%, 10%, 25%, 50% e até 100%.

Com esta forma, as vendas aumentam sobremaneira. Inclusive, o termo cashback surgiu nos anos 1990, em países como Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

No entanto, o primeiro site de dinheiro de volta no mundo é o Ebates, vindo dos Estados Unidos, em 1998. No Brasil, o pioneiro foi o Compra3.

Assim, quando um consumidor compra uma cerca de alumínio para evento de praia  parte do valor gasto pode ser devolvido e a porcentagem vai de acordo com a política da empresa de venda do produto, em conformidade com a operadora de cartão de crédito.

Ele aumenta a economia do país e apesar da demora em chegar até o Brasil, apenas em 2007, desde o surgimento, o número de empresas cadastradas neste programa vem se alavancando dia a dia.

É uma forma de conquistar novos clientes no mercado, como também manter o atual. Os programas de fidelização e de benefícios aos consumidores são amplamente utilizados, principalmente em e-commerces, que são locais de vendas pela internet.

Como este benefício funciona?

Esta estratégia é similar ao programa de pontos utilizado em empresas no ramo de varejo. O cashback é realizado através da intermediação entre a loja e o consumidor, e o primeiro passo é encontrar uma empresa que fornece o produto desejado

O consumidor precisa estar cadastrado na plataforma do local de venda do artigo na qual existe esta parceria de cashback para que possa usufruir de todos os benefícios ofertados.

Vamos imaginar uma loja que comercialize brindes corporativos diferenciados. Quando o cliente começar a fazer compras, vai acumular dinheiro em uma conta virtual.

A recompensa oferecida pelo estabelecimento é decidida pelo cliente. Para receber parte do dinheiro de volta na compra destes brindes, o consumidor pode utilizar aplicativos ou sites que farão o direcionamento para as lojas associadas.

Há também a possibilidade de resgatar o valor em uma loja física, solicitando o benefício. A identificação é feita ao apresentar o CPF ou com o número do telefone informado no momento da compra. 

Além disso, alguns pontos interessantes a serem considerados são:

  • Uma comissão é repassada ao parceiro do cashback;
  • O valor será dividido com o consumidor;
  • As plataformas intermediadoras ganham dinheiro;
  • Bônus gerados pelos clientes podem ser utilizados em outras lojas.

Vale informar ainda que as lojas podem ou não funcionar no mesmo segmento e, o dinheiro que foi originado em outras lojas pode ser trocado na empresa.

Com relação aos negócios, as empresas parceiras precisam pagar para anunciar no site e no aplicativo da ferramenta escolhida, e esta divide o valor com quem comprou o produto.

Então, imagine a facilidade de receber de volta parte do valor na compra de placa de homenagem ao professor em uma outra loja que, tendo a parceria, não trabalha no mesmo segmento.

Como o valor volta para o cliente?

O valor varia de acordo com cada programa e as lojas podem aplicar o dinheiro de volta das seguintes formas:

  • Cashback único para a compra;
  • Cashback diferente em cada produto;
  • Cashback padrão para todos os produtos;
  • Cashback fixo.

Logo, na compra de um uniforme feminino social moderno o cliente pode receber, por exemplo, 5% no valor total da compra. Neste caso, está sendo aplicado o cashback único. Dependendo do volume da compra a devolução será bem atrativa.

É importante verificar o tipo de cashback oferecido. Uns permitem o recebimento do dinheiro direto na conta corrente, enquanto outros apenas dão o direito de acúmulo de valores a serem utilizados na próxima compra, em uma carteira digital.

Há ainda o cashback social, cujos valores a serem devolvidos são direcionados para instituições carentes e não para o cliente. São empresas que querem mostrar o valor social para o consumidor.

Cada modalidade oferecida deve valer a pena para o consumidor e, no caso do cashback social, a entidade que receberá pode ser indicada, como crianças, idosos ou animais. Assim, uma empresa que faz aluguel sala comercial pode se utilizar deste sistema social.

Além disso, para maior conhecimento, algumas das principais empresas de cashback são:

  • Cashola;
  • Beblue;
  • Ganhe de volta;
  • Méliuz;
  • Poup.
  • Mooba.

Todas elas trabalham de formas diferentes. Na Cashola, depois da compra, parte do valor é restituído para a carteira virtual. A transferência pode ser feita direto na conta corrente ou através do PayPal, e não oferece cupons de desconto.

A recompensa para o cliente varia entre 2% e 200% do preço do produto ou do serviço. Apenas os créditos depositados através do pagamento por boleto bancário poderão ser sacados.

No caso da Beblue, o saldo é utilizado apenas para compras em lojas parceiras ou pode ser transferido para amigos cadastrados.

A Ganhe de volta garante cupons com desconto e os estabelecimentos comerciais cadastrados podem ser encontrados no site da Ganhe de volta. As lojas são apenas online.

A Méliuz possui lojas online e físicas. Os valores a serem resgatados podem ser realizados quando atingirem, pelo menos, R$ 20,00, além de que a rede oferece cupons de desconto.

No serviço entrega motoboy, os valores podem ser resgatados em uma loja física, tendo cupons de desconto que esta empresa disponibiliza ao cliente que utiliza este tipo de entrega, seja de documentos ou outro item.

A Poup funciona com cupons de desconto e cashback de grandes lojas e prestadoras de serviço. Todas as promoções podem ser encontradas no site da empresa, e a forma de devolução é por transferência para conta bancária ou PayPal.

O cashback está limitado ao valor máximo de R$ 600,00 por mês e é utilizado apenas para o pagamento de novas contas de compra por meio do PagBank. As Lojas Americanas já disponibilizam alguns produtos com 100% do dinheiro de volta.

A Mooba, por sua vez, transfere o valor direto na conta corrente do usuário e a recompensa pode variar entre 0,5% a 7% do preço do produto ou serviço. Ela oferece cupons de desconto e as lojas são apenas online.

Interessante alertar ao leitor que, para maiores informações atualizadas, elas podem ser encontradas em pesquisas pela internet. Afinal, com o passar do tempo, os benefícios podem mudar.

Uma loja que trabalha com troca de fechadura pode oferecer ao cliente devoluções de valores na utilização deste tipo de serviço e, de acordo com a vantagem de cada empresa, os descontos são interessantes.

Para quem desconhece, PayPal é uma carteira digital. É um sistema rápido, simples e seguro. É uma forma segura de pagar a compra realizada online, basta adicionar o cartão de crédito a ser utilizado, se este for o caso.

Já o PagBank é uma carteira digital dentro do PagSeguro, que permite as transferência dos valores e compras sem qualquer tipo de taxa ou anuidade. Oferece cartão pré-pago e outras vantagens.  

O monitoramento eletrônico residencial é um serviço que requer muitos cuidados na instalação que, por vezes, pode ser caro para o bolso. Então, pode atingir um patamar de descontos pelo cashback de até R$ 600,00.

O que as empresas ganham com este sistema?

Além de ganharem dinheiro através da cobrança das comissões aos comerciantes, as empresas de cashback podem divulgar seus produtos através de portfólios e conseguem melhorar e desenvolver serviços e atendimento.

Elas se beneficiam também com a coleta direta e indireta de dados sobre o produto, tornando fácil o entendimento completo para saber o cliente ideal para cada marca.

No cadastramento destas plataformas, o cliente precisa confirmar que concorda com as regras de uso e de compartilhamento dos dados pessoais. Portanto, ler o regulamento é fundamental, porque por vezes elas não são muito claras.

Ademais, implantar o cashback na empresa é vantajoso pelos seguintes motivos:

  • Visibilidade: o cliente busca marcas que ofereçam ganhos;
  • Crescimento da base de clientes: a marca fica mais exposta;
  • Fideliza o cliente;
  • Aumenta as vendas.

Isso sem contar que esse tipo de benefício atrai o cliente e incentiva a adquirir a mercadoria, ganhando reembolso.

Diferença entre cashback e desconto

O cashback é uma recompensa para o cliente. Uma bonificação por ele confiar no grupo de lojas parceiras. No desconto, por exemplo, em uma compra de R$ 100,00, ela passa para R$ 90,00.

Existem alguns programas que permitem o aumento do saldo de cashback e ele pode ser usado para trocar por outro produto sem despender nenhum valor a mais.

Isto não ocorre com o desconto, pois ele apenas faz economizar um determinado montante para ser usado em outra compra de um outro produto.

Considerações finais

Receber de volta parte do dinheiro gasto é um modelo que tem interessado muito os consumidores na realização das compras, posto que não só fideliza o consumidor, como também atrai novos.

Todos ganham com o cashback: as vendas aumentam, as plataformas de cadastro oferecem vantagens diferenciadas e o lucro sempre é maior.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.