ministerio do trabalho

Seguro desemprego atrasou e você não sabe a quem recorrer? Seguro desemprego não foi depositado na sua conta? Ligue para o telefone Caixa Cidadão no número 0800-726-0207. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h. A ligação pode ser realizada por telefone fixo ou celular. Perdeu o emprego e não sabe como requerer o seguro? Ligue para o telefone 158. A central funciona das 7h às 19h.

Um dos mais importantes direitos dos trabalhadores brasileiros, o Seguro Desemprego é um benefício que oferece auxílio em dinheiro por um período determinado. Ele é pago de três a cinco parcelas de forma contínua ou alternada, de acordo com o tempo trabalhado. O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art. 7º dos Direitos Sociais da Constituição Federal e tem por finalidade prover assistência financeira temporária ao trabalhador dispensado involuntariamente. O trabalhador dispensado sem justa causa recebe do empregador o Requerimento do Seguro-Desemprego devidamente preenchido, que deve ser levado, junto com o restante da documentação, a um posto de atendimento do Ministério do Trabalho.

Quem Tem Direito ao Seguro Desemprego?

1º) Trabalhador dispensado de seu emprego que atenda aos critérios abaixo deverá procurar uma das unidades de atendimento, entre 7 e 120 dias corridos após a data da dispensa.

Terá direito ao benefício o trabalhador que comprovar:

I – Dispensa sem justa causa, inclusive a indireta, que comprove vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica
II – Comprovar recebimentos de salários e meses trabalhados conforme critérios abaixo:
a) 1ª solicitação: pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses anteriores à data da dispensa
b) 2ª solicitação: pelo menos 9 meses nos últimos 12 meses anteriores à data de dispensa
c) 3ª solicitação: cada um dos 6 meses anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações
III – Não estar recebendo benefício previdenciário de prestação continuada, exceto auxílio acidente, auxílio reclusão e pensão por morte
IV – Não estar em gozo do auxílio-desemprego
V – Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente para sua manutenção e de sua família. (Considera-se como renda própria de qualquer natureza o valor igual ou superior a 01 salário mínimo).

2º) Trabalhador que ingressou com reclamação trabalhista por motivo de vínculo empregatício, justa causa ou rescisão indireta = terá o prazo de 120 dias contados a partir do dia subsequente à data da Sentença Prolatada, do trânsito em julgado, da homologação do acordo ou da certidão.

Como Dar Entrada no Seguro Desemprego?

  1. Pelo telefone: O trabalhador pode solicitar o seguro-desemprego pelo telefone 158. A central funciona das 7h às 19h e terá sua equipe ampliada nos próximos dias para atender o aumento de demanda que pode ser registrado durante a pandemia do novo coronavírus
  2. Pelo celular: O trabalhador pode solicitar o seguro-desemprego pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. O app está disponível para iOS e Android e pode ser baixado gratuitamente.
  3. Pelo computador: O trabalhador pode solicitar o seguro-desemprego pelo portal de Serviços do governo federal e da Secretaria de Trabalho, através do link www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-o-seguro-desemprego.

Veja o passo a passo de como pedir o seguro-desemprego pelo site do governo no vídeo abaixo:

Se encontrar dificuldades no seu seguro desemprego, poderá solicitar o auxílio das Superintendências Regionais do Trabalho por e-mail. No Distrito Federal, o e-mail é trabalho.df@mte.gov.br. Em cada unidade da federação basta trocar a sigla do estado para a do local desejado. Ex: trabalho.sp@mte.gov.br em São Paulo, trabalho.mg@mte.gov.br em Minas Gerais, trabalho.rj@mte.gov.br no Rio de Janeiro e assim por diante.

Como Solicitar Seguro Desemprego pelo Aplicativo?

  1. Baixe o aplicativo Carteira de Trabalho Digital no seu celular. Ele está disponível para Android (clicando aqui) e IOS (clicando aqui).
  2. Acesse o aplicativo e clique em Entrar. Digite o seu CPF e depois clique em Próxima.
  3. Caso seja o primeiro acesso, faça um cadastro. Para isso, preencha os dados pessoais solicitados na tela e confirme. Na próxima tela você irá criar uma senha de acesso.
  4. Autorize o uso de seus dados pessoais. A próxima tela será uma página inicial com as informações dos últimos registros trabalhistas.
  5. Na parte inferior da tela, clique em Benefícios. Logo irá aparecer as opções de consultar ou solicitar o seguro-desemprego. Clique em Solicitar e siga o passo a passo.

Como Solicitar Seguro Desemprego pelo Site?

  1. Acesse o site do Ministério da Economia (clicando aqui). Caso seja o primeiro acesso, clique em “Cadastrar” e siga o passo a passo. Se já tiver usuário e senha, clique em “Entrar”.
  2. Na página inicial, clique em Seguro-desemprego para solicitar um novo seguro ou acompanhar uma solicitação já realizada.
  3. Acesse Solicitar Seguro-Desemprego e inicie o passo a passo.

13 thoughts on “Telefone Seguro Desemprego: SAC 0800, Contato, Reclamação na Ouvidoria, Chat, Falar com Atendente e WhatsApp

  1. ESTOU DESDE O DIA 16/ 02 JA LIGUEI JA MANDEI EMAILS NEHUM E RESPONDIDO AINDA ESTA EM ANALIZE POR FAVOR VCS PRESCISAM FAZER ALGO JA SE PASSARAM 2 MESES E NADA DO MEU SEGURO

  2. Estou muito ,decepcionada fui Mandanda embora em plena Pandemia ,com sério problema de saúde e desde março era para receber e nada já entrei com recurso , já fui até a caixa e nada liguei na ouvidoria , no 158 e nada , com tanta dificuldade e seguro desemprego é .um direito não um favor , quero.muito uma resposta por ser da área de enfermagem e trabalhei em domicílio só tenho 3 parcelas fiz no portal digital tenho 3 parcelas pelo que falaram e até agora nenhuma um absurdo façam alguma coisa

  3. Trabalhei 10 anos em uma empresa com essa pandemia ainda não consegui receber meu seguro desemprego, no aplicativo da carteira esta dando devolvido, gostaria de saber o porque? Foi devolvido vocês precisam ser mais claros pelo menos manda esclarecimentos para as pessoas. Quando a parcela e devolvida.

  4. Dei entrada no meu seguro-desemprego dia 03/2021 e tive que solicitar o recurso, até agora não tive um posicionamento. Não consigo falar nos telefones. No meio de uma pandemia ficar desempregada e não conseguir um direito que é devido!

  5. Por favor podem me ajudar po amor de deus !
    NÃO ESTOU CONSEGUIINDO DAR ENTRADA NO SEGURO DESENPREGO . NÃO ESTOU CONSEGUINDO LIGAR QUANDO CONSIGO FALAR OU A LIGAÇÃO CAI OU O SISTEMA ESTÁ FORA DO AR .JA DESDO INICIO DO MÉS TENTANDO TA COMPLICADO ESTOU PRESISA DO DO DINHEIRO DO SEGURO .
    JA FIZ O CDADTRI PELO SAIT SO QUE ESTÁ DANDO PARA MIM QUE ESTA COM RESTRIÇÃO . OBRIGADO

    1. Estou enfrentando o mesmo problema, depois do cadastro, apareceu divergências no meu cadastro. Não consigo ligar nos telefones do MT da minha cidade, nem muito menos no 158 que é informado no site… Alguma ajuda?

    1. O que diz a legislação é que a partir do momento em que uma pessoa tem CNPJ ativo, o governo entende que há uma renda e que portanto não dará direito a Seguro Desemprego

      1. Mas se a pessoa apresentar recursos provando que há 1 ano não tem rentabilidade com o MEI o seguro desemprego pode ser habilitado.

  6. Foi dado entrada no seguro desemprego dia 18/12/2020 e ate agora nao recebi nada Apareceu uma mensagem dizendo que codigo do fgts esta divergente fui ate Cpat da cidade onde moro abri um recurso no dia 07/01/2021 e esta aguardando analise
    uma vergonha isso que estao fazendo comigo tenho 2 filhos pequenos com aluguel e outras conta mais
    SOLUÇÃO JA

  7. Meu seguro esta agendado pro dia 25/12/2020
    Até agora n recebi quero saber se vão me pagar com juros isso é uma poca vergonha

  8. Eu acho uma porca vergonha o seguro desemprego p empregada doméstica q ganhava R$2.398.91 e recolhia INSS sobre este valor. Nunca mais pagarei INSS na minha vida prefiro fazer um pé de meia na previdência privada do q pagar o valor q eu pagava e agora receber 1 salário mínimo como seguro. Pagamos um absurdo muito e dinheiro e tomamos no nariz no final quando não servimos mais p os ricos. Isto é uma sacanagem com as empregadas domésticas isto sim é classificar a todas no nível abaixo como somos tratadas. Deveria ser proporcional ao q é recolhido assim como as empresas e p quem ganha salário mínimo e paga sobre ele receberia um salário mínimo. Por Deus o governo nunca mais receberá d mim um centavo d INSS, FGTS pq no final de eu me aposentar receberei salário mínimo né mesmo se for recolhido em cima de 2, 3 ou 4 salários regionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.