telefone banco do brasil

Para facilitar o seu relacionamento com o banco, o Banco do Brasil procura sempre aprimorar os seus produtos, serviços e canais de atendimento. Por isso, o Banco do Brasil tornou o atendimento telefônico mais simples, intuitivo e personalizado. Caso queira entrar em contato com o banco, utilize um dos números de telefone a seguir.

SAC é o Serviço de Atendimento ao Consumidor das empresas prestadoras de serviços e vendedoras de produtos. O objetivo deste canal de comunicação  é resolver as demandas dos consumidores sobre dúvidas, reclamações, cancelamentos, etc. O contado do cliente com o Serviço de Atendimento ao Consumidor deve ser gratuito, isto é, o atendimento das solicitações dos consumidores não pode resultar em qualquer custo.

Quanto à qualidade do atendimento, o SAC deverá obedecer aos princípios da boa-fé, transparência, eficiência, celeridade e cordialidade, além disso, o atendente que lhe prestará o serviço deverá ser totalmente capacitado para lhe prestar o melhor atendimento possível. Você também possui o direito de ter seu contato transferido do atendente do SAC para o setor competente da empresa, que seja devidamente capacitado a atender os seus questionamentos.

O canal de atendimento ao consumidor pode ser implementado de diversas formas tais como canal telefônico, chat online, email e redes sociais. O importante é saber que todo cliente quer e tem o direito de ser bem atendido, seja lá qual for o produto ou serviço que estiver adquirindo.

SAC e Ouvidoria

É muito comum que os consumidores não entendam a diferença entre SAC e Ouvidoria. O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) é a forma direta de comunicação entre cliente e empresa para a resolução de problemas e dúvidas. Já a ouvidoria é um canal mais amplo do atendimento ao consumidor. A ouvidoria funciona como se fosse um coletivo de possibilidades que o cliente pode acessar, inclusive em órgãos de defesa do consumidor, antes de entrar de fato com um processo na justiça contra a empresa.

O contato com a ouvidoria deve ser a última tentativa de contato do cliente com a empresa antes de um processo judicial ser iniciado. Para ter acesso à ouvidoria, um cliente precisa primeiramente entrar em contato com o SAC. Se o atendente do SAC não solucionar o problema do cliente, o mesmo deve entrar em contato com a ouvidoria. Finalmente, se o canal de ouvidoria não resolver o problema, o cliente deverá acessar o órgão regulador da categoria ou ir à justiça para garantir seus direitos.

Fale Conosco Banco do Brasil

Caso queira entrar em contato com o atendimento do Banco do Brasil, deve-se utilizar um dos seguintes canais:

1 – Entrar em Contato com o SAC do Banco do Brasil

O SAC BB é o canal disponibilizado ao cliente para informações sobre processos de atendimento ou dúvidas relacionadas a um problema na relação de consumo. Pelo SAC BB o cliente também poderá fazer reclamações e pedidos de cancelamento de produtos e serviços. Telefone do SAC: 0800 729 0722 (Ligação gratuita e de qualquer localidade)

2 – Entrar em Contato com a Ouvidoria Banco do Brasil

A Ouvidoria BB é o canal especializado no atendimento a reclamações de clientes e usuários que utilizaram o SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor, Agências ou demais pontos de atendimento e não ficaram satisfeitos com a solução apresentada.

As reclamações direcionadas à Ouvidoria BB são analisadas e solucionadas por equipe especializada, no prazo regulamentar de até 15 dias. O papel da ouvidoria é mediar conflitos na relação cliente x banco; atuar com isenção, independência, imparcialidade e ética; induzir melhorias na organização.

0800 729 5678 – em dias úteis, das 8h às 18h;
0800 729 0088 (para deficientes auditivos ou de fala)

3 – Central de Atendimento Banco do Brasil

Central de Atendimento BB: 4004 0001 (Capitais e regiões metropolitanas) 0800 729 0001 (Demais localidades)

Você tem à sua disposição diversos tipos de transações, praticamente as mesmas disponíveis nos caixas eletrônicos do BB, porém em horário ampliado e sem sair de casa.

  • Pagamento, agendamento de títulos e outros convênios, com código de barras;
  • Transferências: entre contas correntes e de poupança;
  • Saldo e extrato: de conta corrente, poupança e fundos de investimento;
  • Extrato e pagamento de faturas do cartão de crédito Ourocard;
  • Aplicação e resgate de investimentos: Fundos, CDB, LCA, LCI, Poupança Ouro e Poupança Poupex;
  • Simulação e contratação de empréstimos.

O acesso à Central de Atendimento BB é realizado por meio da senha do cartão (6 dígitos), a mesma utilizada nos caixas eletrônicos. Entretanto, para a realização de transações que envolvem movimentação financeira, será solicitada a senha de quatro dígitos para a confirmação.

Você pode cadastrar a senha de quatro dígitos em qualquer agência do Banco do Brasil, no Autoatendimento BB pela Internet ou no Autoatendimento BB pelo Celular, nesses dois últimos canais você precisa confirmar o cadastramento em um caixa eletrônico do BB.

4 – Atendimento para Deficientes Auditivos ou de Fala Banco do Brasil

Atendimento a Deficientes Auditivos ou de Fala: 0800 729 0088

O Banco do Brasil colocou à disposição da população telefone para atendimento exclusivo a deficientes auditivos ou de fala. O sistema consiste em um equipamento TS (Telefone para Surdos) ligado a computadores nas posições de atendimento, que, ao receber ligações de outro aparelho TS, estabelece comunicação através de mensagens de texto, uma vez que esses equipamentos dispõem de teclado alfa-numérico.

Por meio deste atendimento, os deficientes auditivos terão acesso aos serviços do SAC (informações, dúvidas, suspensão e cancelamento sobre cartão e outros produtos e serviços do Banco) e ouvidoria.

5 – Entrar em Contato com o Banco do Brasil nas Redes Sociais

Se nenhuma das opções de contato apresentadas até aqui não lhe serviu, a última tentativa seria entrar em contato com o Banco do Brasil pelas redes sociais:

Canais de Reclamações dos Consumidores

Sabemos que os canais de atendimento ao consumidor (SAC) e serviços de ouvidoria das empresas deveriam ser suficientes para o consumidor resolver todas suas questões. Mas nem sempre as empresas atendem os clientes da forma adequada. Pensando nisto, preparamos uma lista de canais de reclamação que todo cidadão pode usar para realizar reclamações a respeito de produtos e serviços.

Procons

Os Procons são órgãos vinculados aos governos estaduais que atuam na defesa dos direitos dos consumidores. Os procedimentos variam de acordos com os estados, mas há características comuns. Qualquer pessoa física ou jurídica pode fazer reclamações, que devem ser oficializadas por meio do site www.consumidor.gov.br ou presencialmente nas sedes e postos de atendimento. Não há cobrança de taxas para o auxílio. Alguns Procons possuem sistemas próprios para receber reclamações pela Internet, como é o caso do de São Paulo.

Consumidor.gov.br

O Portal do Consumidor é um recurso criado pelo Ministério da Justiça como parte do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor. A pessoa pode registrar uma queixa e a empresa tem até 10 dias para responder. Esse procedimento só é válido para aqueles fornecedores cadastrados no site. Ou seja, o serviço depende de uma adesão voluntária das companhias. O portal serve como um canal de comunicação e, no período de 10 dias, a empresa pode dialogar com o consumidor. Ao fim do prazo, precisa dar uma resposta à demanda. Já a pessoa que apresentou a reclamação pode comentar o retorno e dizer se considerou a situação resolvida. Se o problema não for resolvido, o Ministério não promove outro tipo de sanção ou processo administrativo.

Banco Central

Qualquer cidadão pode registrar, no Banco Central do Brasil (BCB), reclamações sobre os serviços oferecidos pelas instituições financeiras. Elas ajudam no processo de regulação e fiscalização do sistema financeiro. Entretanto, o BCB não tem competência legal para atuar sobre o caso individual do cidadão. Em caso de conflito com a instituição financeira, o cidadão deve procurar:

  • O local do atendimento ou o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da própria instituição;
  • A ouvidoria da instituição financeira;
  • Os órgãos de defesa do consumidor.

Juizados Especiais Cíveis

Para quem recorre à Justiça, a alternativa mais simples é entrar com uma reclamação em um juizado especial cível, que são instâncias específicas dos tribunais de Justiça de cada estado. Pessoas físicas com mais de 18 anos, micro e pequenas empresas e organizações da sociedade civil podem acessar este recurso.

As reclamações têm limite de 40 salários mínimos. Se o valor da causa for maior, o consumidor só poderá receber até este limite. Se o caso for de valor de até 20 salários mínimos, não é necessário contratar advogado. No entanto, se o valor for superior, a presença deste profissional passa a ser necessária. Os custos de um advogado são definidos em tabelas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de cada estado.

As reclamações devem ser feitas por escrito, com cópias de documento de identidade, CPF, comprovante de residência e outros documentos que embasem o processo. É preciso ter também dados da pessoa acionada, como nome, endereço, nacionalidade e profissão.

Os juizados especiais buscam resolver os processos por meio de acordos. Para isso são chamadas audiências de conciliação. Caso não haja consenso, o juiz responsável pode determinar uma sanção se considerar que o consumidor está correto em seu pleito.

Justiça Comum

Outra opção é apelar à Justiça para resolver um impasse em uma relação de consumo. O consumidor pode recorrer aos juizados especiais cíveis ou acionar o Tribunal de Justiça do seu estado. Para isso, independentemente do valor da causa, é preciso contratar um advogado. Mas nem sempre o juizado especial é mais rápido, pois a agilidade depende da fila de processos.

Site Reclame Aqui

O site Reclame Aqui é um site brasileiro de reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços. É um serviço gratuito, tanto para os consumidores postarem suas reclamações quanto para as empresas responderem a elas. Trata-se de um site no qual consumidores fazem um cadastro de seus dados pessoais e podem enviar reclamações. A política de privacidade do site não permite a identificação do consumidor na publicação das páginas, pois as reclamações feitas são indexadas por motores de busca e visíveis para consulta. O acesso aos dados que foram cadastrados pelo cliente ocorre apenas com a empresa envolvida, para facilitar a busca da resolução do problema. Assim, é transmitida à empresa envolvida um e-mail com os detalhes, caso ela possua um cadastro para respostas no site.

Com os dados gerados, são obtidos rankings automatizados e o Reclame Aqui faz uma avaliação da empresa utilizando diversos critérios próprios. O status máximo de uma empresa no site é possuir o Selo RA 1000, o qual também possui critérios específicos. Os consumidores podem, depois de terem suas questões respondidas pelas empresa, indicar que o problema foi resolvido ou não, além de ter o direito a réplicas e, ao final, mostrar por meio de smiles a sua opinião sobre a resposta da empresa reclamada. A descrição do problema que o cliente publica é avaliada por uma equipe do site antes de ser publicada. Isto ocorre pois sua política não permite conteúdo ofensivo na redação dos usuários

6 thoughts on “Telefone Banco do Brasil

  1. Recebi um pagamento há três dias atrás no valor de 800 reais. Ao constatar o pagamento, fui transferir uma parte do dinheiro para pagar algumas contas e foi aí que começaram os transtornos. Ao acessar o app minha impressão digital estava bloqueada juntamente com a senha e acesso ao app. Fui imediatamente no dia seguinte a uma agência BB próxima de minha residência e ao chegar lá, o atendente me encaminhou para outra agência devido a complexidade do bloqueio. Fui para a outra agência indicada por ele e alterei todas as senhas de acesso, o atendente enviou um correio e disse que em 24h estaria ok. Neste meio tempo recebi uma ligação do banco onde tenho meu carro financiado e pedi um boleto para o dia de hoje 11 de setembro, confiando que estaria tudo ok. E na hora de tentar pagar mais um transtorno, estava do mesmo jeito. Voltei na agência com meu filho pequeno, falei com uma atendente e dois gerentes e fui encaminhado para a minha agência mesmo. Ao chegar lá, falei com o gerente geral que me perguntou sobre a última transação recebida eu confirmei que sim, disse o nome da pessoa que me pagou, ele entrou em contato com a pessoa que também confirmou, apresentei a nota fiscal referente ao serviço cujo pagamento estava na conta, e o recibo enviado pela pessoa. O gerente anexou e me disse que em 30 minutos ia dar tudo certo e até agora nada. Já estamos no dia seguinte, não paguei o acordo do meu carro (já era uma proposta do jurídico sob risco de adjudicação) não comprei a janta de casa porque o dinheiro está preso, e não paguei um empréstimo que fiz por não ter acesso ao meu próprio dinheiro. Se a situação não for resolvida em 24h tomarei outras medidas.

  2. Bom dia, sou correntista do Banco do Brasil, foi debitado em minha conta a tarifa de R$59,88 ADIANTAMENTO DEPOSITANTE durante 6 meses.
    O problema É QUE NENHUM MOMENTO o banco me informou que esse valor seria descontado, o que é isto, além disso não foi informado quando seria descontado e por quê seria descontado.
    Conforme o próprio código de defesa do consumidor, o valor descontado é indevido.
    A Tarifa de Adiantamento a Depositante – ADP poderia até estar autorizada pelo consumidor em contrato, porém a sua cobrança é ilegal e não tem respaldo de lei federal.
    A cobrança da Tarifa de Adiantamento a Depositante ADP sem dúvidas viola o Art.39, V; Art.42; Parágrafo único, Art.51, 2 e Art.54, 3o do CDC, gerando cobrança excessiva e exagerada em desfavor do consumidor correntista.
    Tais cobranças ferem frontalmente a lei consumerista, vez que fere o principio da reserva legal previsto no esteio das cláusulas pétreas ( Art.5, Inciso: II da Constituição Federal ).
    Na verdade os bancos não poderiam cobrar à dita Tarifa de Adiantamento a Depositante – ADP vez que o ( Art.9 da lei n..4.595, de 31 de dezembro de 1964 ), não autoriza essa cobrança,
    nem tampouco consta previsão nas ( Resoluções do BACEN 3.518/2007 e Resolução CMN n..3.919/210 ).
    Ao manter uma a liminar concedida contra a dita cobrança,
    o TJRJ observou que a tarifa de adiantamento a depositante tem como fato gerador o excesso cometido pelo cliente em relação ao limite do cheque especial, mas incide mais de uma vez sobre o mesmo correntista, em relação à mesma conta corrente.
    Segundo a decisão do Tribunal fluminense, relata que o ( Artigo 39 do CDC ) proíbe vantagem manifestamente excessiva nas relações das empresas com seus clientes.
    Com isso continua proibida a cobrança pela chamada permissão dada aos clientes para que estourem sua conta corrente, ou excedam seu limite de cheque especial, caso o tenham.
    Solicito o cancelamento dessa taxa abusiva e a devolução dos valores que foram descontado indevidamente da minha conta corrente, pois não fui informado em nenhum momento sobre tal tarifa,
    valor esse que se refere a esse ADIANTAMENTO DEPOSITANTE.
    Aguardo providências e o estorno!

  3. Tive que abrir uma conta pata comprar o.meu apto com a MRV. E qdo fui assinar o contrato me garantiram q depois q eu pegasse a chave eu poderia fechar a conta. Pois bem. Fui tentar fechar a mesma e a moça q me atendeu falou q a MRV não deixa fechar a conta … Não entendi a MRV manda no banco agora ? Quero fechar a conta e pagar no boleto simples assim… Pois a taxa deles são mtoooi alta … ou já q eles querem me manter no banco q tire essa taxa… Pois não uso pata nada esse banco.

  4. Tenho recebido uma cobrança mensal de pacotes de serviços de R$12 últimos dois meses. Entretanto, estas tarifas não estavam presentes nos meses anteriores à esses citados. Não entendi a lógica da cobrança, porque eu praticamente não movimento minha conta, então não é uma cobrança por outros serviços.

    Gostaria de entender porque estou sendo cobrado sendo que minha conta não possuía tarifa até pouco tempo a trás, pois nem cartão de crédito eu uso. Gostaria de mudar pra modalidade “Conta fácil”.

    Não tenho tempo de ir em uma agência e não consegui resolver pelos canais do banco, por isso estou tentando por aqui.

  5. Por incrivel que paresa uma instituição tao grande uma conta que nao consegui gera 1 boleto do cartao parece a te piada isso mais isso e verdade nao CONSIGO gera 1 boleto para paga a fatura antecipada do cartao petrobras.espero que resolvao isso pois as fintcs tao dando um baile em voces .

  6. Sou cliente PJ no banco do brasil, tive que refazer um reparcelamento de um financiamento, R$ 526,00 mes na média, pago uma cesta de serviço de R$ 80,00 (15%), só tenho a conta devido a isso.

    Além de um juros nada interessante tem esse serviço casado da cesta de serviço. Tentei trocar para uma conta poupança já que o gerente diz que não pode isentar e tentei então TROCAR O DÉBITO EM CONTA PARA UM BOLETO.

    A conta ativa não garante que eu pague, já que que não tenho especial.

    Reclamei na central e eles disseram que não podem emitir em boleto.

    Peço para você embasar em lei (do consumidor) que essa não é uma venda casa (financiamento) com OBRIGATORIEDADE de uma conta corrente ATIVA com pacote de serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.